Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Silvério Pessoa: um estilo próprio de criar e interpretar a música regional
11/06/2020 08:44 em Notícias

Silvério Pessoa ganhou projeção internacional integrando a “Banda Cascabulho”, em 1994, em pleno inicio do movimento Manguebet, quando fêz apresentações no Canadá, Estados Unidos e Alemanha. Participou do Free Jazz, de três versões do Festival Abril pro Rock e recebeu, como compositor, o Prêmio Sharp de Música em 1999, categoria regional. Em 2001, após sair do grupo, lançou um CD baseado na obra do cantador alagoano Jacinto Silva, radicado em Caruaru e eximio cantador de coco. O disco foi lançado no Brasil em 2001 e na Europa em 2004, com o titulo “Bate o Mancá – o Povo dos Canaviais”, que recebeu diversas citações e artigos de importantes jornais e revistas da Europa. 

       

Cantor e compositor, a música de Silvério sintetiza as canções escutadas na Zona da Mata, Agreste e Sertão de Pernambuco, misturada aos ritmos e atitudes dos jovens e aos novos sons como o rock, o Hip-Hop e o Punk. Nascido em 06 de janeiro de 1962, em Carpina, cidade da Zona da Mata Norte de Pernambuco, a 47 km do Recife, Silvério inspirou-se em Jackson do Pandeiro, no inicio de sua carreira.  

Em 2015 produziu o primeiro disco em homenagem a Jackson, com 22 músicas em 15 faixas, com a mesma semelhança e a forma sincopada de cantar de Jackson.  Esse disco se transformou num show que foi apresentado em várias cidades do Nordeste e do Sudeste. 

Outro trabalho de destaque da carrreira de Silverio Pessoa foi o lançamento, em 2012 do disco “Forroccitania”, um tabalho feito em parceira com a banda francesa “La Talvera” sobre os diálogos da cultura nordestina com a cultura Occitan. No mesmo ano ralizou turnê por cidades do sul da França e também da Belgica.     

Outro projeto com musicas de Jackon do Pandeiro foi o CD “Batidas Urbanas – Microbio do Frevo” – uma revisão da obra carnavalesca de Jackson, nas décadas de 50/60. Na sua discografia aparece tambem o CD “Cabeça Elétrica – Coração Acustico”, um disco autoral com participações espeiais de Lenine, Dominguinhos, Alceu Valença, Lula Queiroga, Siba, entre outros. O CD lhe rendeu o Premio TIM de melhor cantor categoria regional em 2006. Um repertório que tem referências culturais e o som que vem do interior de Pernambuco e sofre intervenções eletrônicas.

Nascido e criado no meio do povo, Silvério Pessoa fez de seus trabalhos uma referência à linguagem, aos modos e costumes da gente pernambucana, seja da Mata Norte, Agreste e Sertão, transformando-se em um dos melhores intérpretes da cultura regional.  

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!